Última Hora

20-06-2018 15:56
Mulher que asfixiou o filho na Guarda confessou o crime esta quarta-feira
Uma mulher acusada de matar o filho de 11 anos confessou o crime esta quarta-feira, no Tribunal da Guarda, mas alegou que o fez porque "ouvia vozes" e estava na sua cabeça "fazer isso" para o proteger.

Mulher acusada de matar o filho, em 2017, com um cachecol foi esta manhã presente ao juiz no tribunal da Guarda. No depoimento prestado, a mulher confessou o crime, mas alegou que o fez para proteger a criança.

Segundo as declarações da ré, a mesma alega que "ouvia vozes" e estava na sua cabeça "fazer isso" (matar a criança).

Recorde que esta acusação remonta a 19 de outubro de 2017, altura em que arguida foi presa por homicídio qualificado. O crime, contudo aconteceu no dia 12 de setembro de 2017, na residência da família da arguida. Durante este período a arguida esteve em avaliação psiquiátrica no serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde da Guarda.

Por:Radio Elmo