Última Hora

23-10-2018 13:01
100 detidos e 852 identificados por incêndio florestal, de 1 de janeiro a 23 de outubro

100 detidos pelo crime de incêndio florestal é o resultado de 46 500 patrulhas realizadas pela GNR,
no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios.

As patrulhas realizaram-se entre 1 de Janeiro e 23 de outubro, e para além dos 100 detidos, a Guarda nacional Republicana registou ainda 852 pessoas suspeitas de terem praticado o crime de incêndio florestal.

Entre 1 de Janeiro e 23 de outubro registaram-se também 5 946 crimes de incêndio florestal, um número alto mas que diminuiu em comparação com o ano passado, onde se registaram cerca de 9 102 crimes.

Já no que diz respeito a ocorrências registaram-se cerca de 12 334, menos 8 186 do que em igual período de 2017.

A GNR aplicou ainda neste período mais de 8 mil autos de contra ordenação.

Recordo ainda que estes números advêm de um sistema de patrulhamento e vigilância reforçado, com especial incidência nas áreas dos interfaces urbanos florestais. Os GIPS - Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro são patrulhas da GNR que se deslocam para os incêndios assim que surgem, sendo que podem ser feitas via área ou terrestre.

Por:Radio Elmo