SECO: Actualidades


18/10/08

Trabalhadores da Delphi ficam em casa

Dezenas de trabalhadores da Delphi esto em casa por falta de trabalho. A situao est a verificar-se desde Setembro e deve-se reduo das encomendas da Opel e da Renault.

Segundo Jlio Balreira, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores das Indstrias Metalrgicas e Metalomecnicas (STIMM), "h um conjunto de operrios, cujo nmero no conseguimos especificar porque no so sempre os mesmos, que esto em casa h vrios dias".

A situao no est a reflectir-se nos ordenados dos funcionrios em causa, mas o dirigente considera que estas 'frias foradas' so "indiciadoras de problemas" na unidade da multinacional de cablagens da Guarda-Gare. "O que nos foi dito que a situao pontual e vai ser ultrapassada, pelo que no afectar o futuro da empresa. Mas vamos estar atentos ao desenrolar da situao", adiantou.

Entretanto, o JN sabe que o pessoal recm-chegado de Itlia, onde frequentaram formao para uma encomenda da Fiat, tambm j foi informado de que ter que ficar em casa a partir da prxima semana. Contudo, Jlio Balreira refere que a manuteno de 500 postos de trabalho at Dezembro de 2009 "continua garantida", de acordo com o compromisso assinado entre o sindicato e a administrao da Delphi.

Estes despedimentos esto anunciados desde Maio de 2007, mas tm sido adiados com a chegada de novas encomendas. Primeiro foram cablagens para a Fiat, deslocalizadas ltima da hora da Romnia. Mais recentemente, em Agosto arrancou na Guarda a produo de cablagens para uma carrinha da Opel, vinda tambm da Romnia, que dever garantir trabalho a 400 pessoas at Dezembro do prximo ano.

Lus Martins

www.jn.pt