SECÇÃO: Actualidades


Tribunal da Guarda condena dez arguidos por crimes de extorsão

O Tribunal da Guarda condenou, na passada sexta-feira, dez arguidos de um grupo de 23 pela prática de crimes de extorsão na forma consumada e de usura e absolveu-os do crime de associação criminosa de que estavam acusados.

Os arguidos, 12 homens e 11 mulheres, com idades entre 23 e 73 anos, sentaram-se no banco dos réus acusados dos crimes de associação criminosa, usura e extorsão, entre outros, praticados nas zonas da Guarda, Covilhã, Castelo Branco e Portalegre.

O principal arguido foi condenado a uma pena única de seis anos e três meses de prisão efetiva e outro homem foi condenado a dois anos.

Oito arguidos foram condenados a penas de prisão suspensa que variam entre cinco e um ano. Mas que pode vir a ser revogada caso as práticas criminosas continuem a verificar-se.

O julgamento dos suspeitos começou no dia 18 de setembro de 2018, no Tribunal da Guarda, sob fortes medidas de segurança.

�