SECÇÃO: Actualidades


A Santa Casa da Misericórdia de Pinhel precisa de equipamento de proteção individual

A Santa Casa da Misericórdia de Pinhel precisa de equipamento de proteção individual. A revelação foi feita por Luís Poço, provedor da instituição que admitiu que nem mesmo pagando adiantado os produtos chegam, devido à falta de stock. “ Nós precisamos praticamente de quase tudo. Nem pagando adiantado nos chegam as encomendas. Temos mil mascaras compradas há mais de uma semana, e ainda não foram entregues, porque não há sock”, lamenta o responsável.

Vai valendo a preciosa ajuda de quem, por boa vontade, vai dando uma mãozinha. “A dona São, de Valbom, tem-nos costurado máscaras. Nós levamos-lhe o tecido, e ela vai fazendo. Temos que lhe agradecer”.

Mas as carências não são apenas de máscaras. “ Viseiras, batas, os fatos de proteção. Fazemos um apelo a quem nos possa ajudar”, remata Luis Poço.

�